Notícias

20/06/2010

Programa da Vicunha Têxtil tem como missão integrar pessoas com necessidades especiais

A Vicunha Têxtil assume como uma de suas missões atuar de maneira socialmente responsável. Para tanto, pratica ações com o intuito de promover o bem-estar de seus colaboradores. O Programa Vicunha de Inclusão Responsável (VIR) é um exemplo disso e tem como proposta inserir pessoas com necessidades especiais no mercado de trabalho. Para Ana Paula Priminini, Gerente de RH Corporativo da Vicunha, capacitar e incluir uma pessoa com deficiência em um ambiente corporativo é mais do que cumprir cotas, é quebrar paradigmas e se envolver em programas de educação especial e profissional.

Existente desde 2005, o programa contrata para os diversos setores da companhia, tanto para as áreas administrativas como para as operacionais. Além de oferecer a oportunidade de superar as dificuldades presentes no dia a dia deles, a Vicunha conscientiza os colegas de trabalho sobre a importância da inclusão e da eliminação do preconceito por meio de palestras de sensibilização e treinamentos. “É preciso compreender que o cumprimento da lei não basta”, completa Ana Paula.

Um dos colaboradores que faz parte do Programa é o Edmílson Wagner Medeiros Vieira Júnior, 25 anos. Ele mora na Vila Antonieta, na Zona Leste de São Paulo e acorda muito cedo para conseguir driblar o trânsito tipicamente paulistano e conseguir chegar no horário no bairro de Pinheiros, onde fica a Vicunha Têxtil. “Pego dois ônibus e um metrô. Faço todo o trajeto sozinho”, conta o colaborador que possui deficiência intelectual leve e foi contratado por meio do Programa VIR.

Comprometimento com o trabalho é uma das características de Júnior, que tem três anos de empresa e sente-se completamente integrado à rotina da companhia. “Tenho contato com todas as áreas, inclusive, com a diretoria”, comenta. “Depois de um mês na empresa, eu já conhecia todo mundo”, fala Júnior que, como hobby, mantém-se conectado ao mundo virtual, onde alimenta seu perfil no Orkut e conversa com os colegas pelo MSN.

Esse é seu primeiro emprego e para conquistá-lo, teve de passar por um processo seletivo completo do qual participaram outros candidatos à vaga. “Fiz as entrevistas com o RH e fui logo aprovado”, relembra.

Assim como o Júnior, todos os colaboradores nessas condições são acompanhados atentamente durante o primeiro ano após a admissão para que seja verificada a adaptação ao ambiente de trabalho e às atividades exercidas. Atualmente, a empresa conta com 283 pessoas com deficiência desempenhando suas funções em todas as unidades da Vicunha.

Copyright Vicunha Têxtil S.A. - Todos os Direitos Reservados