09/04/2020 - Vicunha

Vicunha adota medidas para preservação do emprego e da renda

Empresa anuncia compromisso com seus funcionários, através de benefício emergencial aprovado pelo governo

Conforme acompanhamos diariamente por meio de notícias, o avanço da pandemia do novo coronavírus trouxe uma crise econômica global sem precedentes na história recente, levando países como o Brasil a decretarem estado de calamidade pública.

Considerando o risco de agravamento da pandemia neste período, e seguindo as recomendações dos órgãos de saúde e governamentais para o isolamento social, as atividades da indústria e de grande parte do varejo permanecem suspensas. Com isso, e o consequente impacto no consumo decorrente do atual cenário, os efeitos da crise já são sentidos por todas as empresas da cadeia têxtil.

Lamentamos profundamente o cenário pelo qual estamos passando. Mas acreditamos que, nesse momento, mais do que nunca, precisamos agir com responsabilidade, agilidade e solidariedade.

Desde o início da pandemia, nosso foco principal vem sendo tomar todas as medidas necessárias para garantir a saúde, a segurança e o bem-estar da nossa gente. Além disso, trabalhamos incessantemente para preservar empregos e manter a sustentabilidade dos negócios com olhar no futuro.

E foi pensando em preservar o emprego e o sustento das nossas pessoas e de suas famílias que decidimos adotar medidas emergenciais em relação a todos os nossos funcionários. A nossa iniciativa está baseada na Medida Provisória n.936, de 01/4/2020, que institui o Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda e dispõe sobre medidas trabalhistas complementares para o enfrentamento do estado de calamidade pública.

A empresa destaca que pode revogar a qualquer momento estas determinações, caso seja identificada uma melhora no cenário apresentado pelo Covid-19 no Brasil.

Abaixo, os principais pontos da decisão:

Para funcionários que recebem até 3 salários mínimos 

  • Suspensão temporária do contrato de funcionários que estão ligados direta e indiretamente à produção.
  • A suspensão será feita por, no máximo, 60 dias, começando por um período de 30 dias, que poderá ser renovado por mais 30, caso necessário.
  • Para funcionários operacionais e de apoio à produção, a suspensão de contrato, neste primeiro mês, durará de 5 de abril a 4 de maio.
  • Para funcionários administrativos, irá de 6 de abril a 5 de maio.
  • Aprendizes estão contemplados nesta medida.
  • Estagiários não fazem parte da suspensão temporária, uma vez que não possuem vínculo empregatício.
  • Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda: ajuda compensatória de 30% do salário a ser paga pela empresa + 70% do valor de referência do seguro desemprego, como recurso do governo.
  • Os pagamentos do percentual do salário serão disponibilizados pela empresa na data habitual. Já o valor de referência do seguro desemprego está previsto para ser creditado pelo Governo na conta do funcionário até 12/5.
  • Todos os benefícios serão mantidos.
  • Garantia de estabilidade após a retomada das atividades, por período igual à suspensão dos contratos.

Para funcionários que recebem acima de R$ 3.135,00 

  • Os funcionários permanecerão em suas casas sem exercer suas funções até o retorno das atividades, devido à necessidade do isolamento social para conter o avanço da pandemia no Brasil. Criaremos um banco de horas que depois do retorno das atividades, será utilizado.
  • Funcionários nessa faixa salarial terão redução de salário e jornada proporcionais a 25%.
  • Recebimento de Benefício Emergencial do Emprego e Renda, correspondente a 25% do valor de referência do seguro desemprego.
  • Com o objetivo de seguirmos gerando valor para a Vicunha, parte da nossa equipe administrativa e comercial continuará trabalhando em esquema de plantão por home office, com horário núcleo de trabalho das 9h30 às 17h06, e intervalo de almoço das 12h30 às 13h30.
  • Todos os benefícios serão mantidos.
  • Garantia de estabilidade após a retomada das atividades, por período igual à aplicação da medida.

 

Olhar para o futuro

Sabemos que o cenário é desafiador, mas permanecemos otimistas de que enfrentaremos e superaremos este momento com a mesma resiliência que enfrentamos outros períodos de crise na nossa história de mais de 50 anos.

Agradecemos mais uma vez pela compreensão e colaboração neste momento difícil. Em caso de dúvidas, busque o seu gestor direto para conversar e esclarecer seus questionamentos ou entre em contato com nossa equipe de Recursos Humanos pelo formulário em nosso canal oficial.

Vamos juntos superar este momento!

(Última atualização em 07/05/2020 às 11:08)